As reflexões de um empresário e sucessor

Filho de um dos mais importantes comunicadores do país, Maurício Sirotsky Sobrinho, Nelson Pacheco Sirotsky teve a oportunidade de ser um sucessor. E por 21 anos desempenhou esse papel, estando à frente do Grupo RBS.  A jornada de sua vida, suas experiências, o tempo em que presidiu o Grupo RBS e o conselho de administração da empresa de comunicação, são alguns dos relatos presentes no livro O Oitavo Dia. A obra escrita em parceira com a romancista Letícia Wierzchowski é a dica de leitura do Instituto Sucessor.

Aos 62 anos, depois de ter trabalhado por 45 anos na empresa, Nelson decidiu que era o momento de relatar importantes fatos. Como ele mesmo define na obra, o livro não é apenas de memórias, nem uma biografia, tão pouco uma história empresarial ou de ficção. Não é um romance nem um livro de revelações. É um misto de tudo isso.

Dividido em quatro momentos – A árvore da vida, A chave do cofre, O oitavo dia e Autorretrato – o livro mescla fatos narrados pelo empresário e o texto construído pelo talento e criatividade da romancista gaúcha. Autora de A Casa das Sete Mulheres (2002), que inspirou a série homônima na Rede Globo em 2003, e Uma ponte para Terebin (2005), entre outros romances e livros infantis, Letícia é um dos principais nomes da literatura gaúcha contemporânea.

O livro é uma excelente oportunidade de conhecer o ponto de vista de um sucessor que recebeu a missão de continuar o empreendimento fundado e presidido pelo pai e pelo tio, Jayme Sirotsky, e que encaminhou, ainda jovem, a preparação dos herdeiros para sucedê-lo.

Lançado em outubro de 2018, o livro O oitavo dia está à venda nas principais livrarias físicas e digitais do país.

Quer saber mais?

Ouça a entrevista de Nelson Sirotsky a Paulo Lima na Trip FM